Investimento social

Atuação da InterCement em MG vira tema de estudo e documentário

Terça, 03 de Dezembro de 2013, às 17:57
A atuação da InterCement e do Instituto Camargo Corrêa em Pedro Leopoldo começou em 2007 A atuação da InterCement e do Instituto Camargo Corrêa em Pedro Leopoldo começou em 2007

A atuação social do Instituto Camargo Corrêa e da InterCement na cidade de Pedro Leopoldo – onde a cimenteira possuí uma fábrica -, teve início em 2007 com a implantação de projetos voltados para a melhoria da qualidade de vida de crianças de 0 a 6 anos. Hoje, seis anos depois, os resultados alcançados pela iniciativa já se tornaram tema de estudo e vão virar um documentário.

No ano passado, a Fundação Dom Cabral, uma das mais renomadas do Brasil, produziu o estudo de caso "Novas Fronteiras do Investimento Social: Aprendizagens de uma Experiência", que descreve e analisa como as ações da InterCement nas áreas de educação, saúde e assistência social criaram perspectivas de desenvolvimento autônomo na cidade, por meio da participação comunitária e do engajamento dos órgãos públicos.

 

Considerado um exemplo de investimento social privado, as ações realizadas evoluíram para um projeto de memória cultural da região. A ideia, que conta com o apoio do Museu da Pessoa e da Secretaria de Cultura de Pedro Leopoldo, vai registrar em vídeo relatos de vida de pessoas conhecedoras da história do município e ligadas a culturas tradicionais do Brasil. O objetivo é aproximar a cultura regional do Congado das comunidades do entorno da fábrica de cimento da InterCement.

Como parte do projeto, será produzido um documentário que reunirá, além dos depoimentos e imagens do local, histórias resultantes da formação de jovens da comunidade por meio das iniciativas sociais desenvolvidas pelas empresas do Grupo Camargo Corrêa.

Para ler o estudo "Novas Fronteiras do Investimento Social: Aprendizagens de uma Experiência", clique aqui.