Cimento Mais Sustentável

InterCement inaugura plataforma de tratamento de resíduos industriais em Ijaci

Quarta, 26 de Março de 2014, às 13:27

Nova planta é um marco para os objetivos relacionados ao negócio de coprocessamento da empresaNova planta é um marco para os objetivos relacionados ao negócio de coprocessamento da empresa

A InterCement, holding para os negócios de cimento do Grupo Camargo Corrêa, e a Tradebe, companhia internacional líder em gestão de resíduos industriais, passam a contar com uma unidade de tratamento de resíduos dentro da planta da InterCement, em Ijaci, Minas Gerais. Toda a produção da nova unidade será destinada à substituição de combustíveis fósseis em fornos de cimento, tecnologia conhecida como coprocessamento.

A destruição de maneira definitiva de resíduos, sem a geração de novos passivos ambientais, está alinhada com o compromisso da InterCement e da Tradebe de buscarem processos inovadores, eficientes e mais sustentáveis.

A nova planta de tratamento de resíduos prepara 50 mil toneladas anuais de resíduos sólidos, pastosos e líquidos para serem utilizados na fábrica de cimento. O coprocessamento destes resíduos reduzirá significativamente a dependência de recursos naturais não renováveis para a fabricação de cimento. Ao todo, foram investidos cerca de R$ 20 milhões no projeto.

A plataforma será operada pela Tradebe, que inicia atividade no Brasil com essa planta. No estado de Minas Gerais, a InterCement conta com três fábricas, com produção anual de 4 milhões toneladas de cimento.

A InterCement, holding para os negócios de cimento do Grupo Camargo Corrêa, possui 40 fábricas, com capacidade de produção de 46 milhões de toneladas de cimento. É líder em Portugal, Argentina, Moçambique e Cabo Verde, vice-líder nos mercados brasileiro e paraguaio, além de ter relevante atuação na África do Sul e no Egito. A InterCement realizou o coprocessamento de cerca de 600 mil toneladas de resíduos ao longo de 2013, possibilitando a preservação de mais de 400 mil toneladas de recursos naturais não renováveis.