Iniciativas Sociais

InterCement lança novos projetos na Ilha do Bispo

Sexta, 23 de Janeiro de 2015, às 12:30
O Dia do Bem-Fazer, evento de voluntariado do Grupo Camargo Corrêa, acontece todos os anos em todas as cidades onde existem unidades das empresas O Dia do Bem-Fazer, evento de voluntariado do Grupo Camargo Corrêa, acontece todos os anos em todas as cidades onde existem unidades das empresas

A InterCement, o Instituto Camargo Corrêa (ICC) e o Comitê de Desenvolvimento Comunitário de João Pessoa apresentaram ao poder público e a sociedade civil quatro projetos sociais que visam promover o empreendedorismo comunitário e contribuir para o desenvolvimento sustentável da Ilha do Bispo, na Paraíba. O evento aconteceu na Fazenda da Graça, espaço da fábrica da empresa, na última quinta-feira, 22 de janeiro.

Os projetos que serão desenvolvidos em 2015 foram planejados a partir de mapeamento realizado com a comunidade da região durante o ano passado. As iniciativas sociais executadas na Ilha do Bispo pela InterCement, como o Dia do Bem-Fazer, evento de voluntariado corporativo do Grupo Camargo Corrêa, ou a Semana do Bebê, iniciativa em parceria com a Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal em defesa dos direitos da primeiríssima infância (gestação e crianças de 0-3 anos), também serviram de base para a formatação dos novos projetos.

As secretarias municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, por meio de suas representações locais, serão alguns dos parceiros estratégicos da InterCement nas atividades da Ilha do Bispo. Cada projeto será apresentado com a participação de representantes das entidades que vão conduzir as ações. "Identificamos a necessidade de atuar em quatro frentes prioritárias: a garantia de direitos a primeira infância, a recuperação de unidades educativas, a ampliação e qualificação de cursos profissionalizantes e a formação em restauro de patrimônio histórico e cultural. Nesse sentido, as parcerias são fundamentais para o sucesso dos projetos", explica Ana Cristina Ramos, gerente da unidade da InterCement em João Pessoa.

Ilha de Direitos - A Casa do Pequeno Davi, ONG parceira da InterCement na região, vai conduzir um trabalho junto com profissionais da rede sócio assistencial da Ilha do Bispo com foco na defesa de direitos da primeira infância. O projeto Ilha de Direitos propõe a realização de um diagnóstico participativo para a atenção à primeira infância, com formações dos profissionais de acordo com os dados levantados para o fortalecimento da rede, incluindo também a implantação de uma unidade de pilates às mulheres gestantes promovendo ajuda corporal, diminuição de dores e perda óssea, gerando um estado de bem-estar e diminuição da ansiedade.

Oficinas de Shantala (massagem indiana) também farão parte das ações, buscando oferecer aos pais e cuidadores terem mais contato com o bebê e ampliando vínculos de cuidado. Outra atividade é a capacitação de doulas, visando o acompanhamento humanizado das mulheres antes, durante e depois do parto. As propostas contam com o apoio do Crei (Centro de Referência de Educação Infantil), Unidade de Saúde da Família, Pastoral da Criança, Arca (Associação Recreativa Cultural e Artística), Associação Comunitária Índio Pirajibe e o Centro de Referência da Assistência Social.

Juntos pela Escola Ideal - O projeto Juntos pela Escola Ideal envolve quatro escolas públicas da região: Raul Machado, José Peregrino, Frutuoso Barbosa e o Centro de Referência em Educação Infantil Mᵃ José Burity. O projeto visa identificar necessidades pontuais de infraestrutura e equipamentos das instituições e organizar mutirões de melhorias. Os voluntários são formados por profissionais da InterCement, comunidade e das próprias escolas, destacados para realizar reparos nas estruturas físicas e revitalização de espaços recreativos.

Rumos ao Futuro - O outro foco de atuação será voltado para a inclusão sócio produtiva dos jovens. Com parceria das ONGs Essor e Amazona e o apoio do Senai, a equipe do ICC vai implantar o projeto Rumos ao Futuro. A ação visa ampliar oferta de qualificação profissional para jovens em situação de vulnerabilidade social, oferecendo oportunidades dignas de trabalho e renda e fortalecendo uma rede de atores locais para sustentabilidade de suas ações. As aulas vão acontecer nas sedes da Arca e da Associação Comunitária Índio Piragibe.

Restauro de patrimônio histórico e cultural – O quarto projeto tem o objetivo de formar 60 jovens para o trabalho em restauro de patrimônio histórico e cultural, com formações direcionadas para as áreas de alvenaria, bens móveis, jardinagem, marcenaria, carpintaria e serralheria. Esse é um projeto incentivado pela Lei Rouanet, contando com o apoio do Ministério da Cultura, do governo do Estado e da Prefeitura Municipal. O projeto compreende também serviços de manutenção e visitas monitoradas na Capela da Graça - trata-se de uma capela jesuítica do século XVII, tombada pelo IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.