Usina Hidrelétrica Jirau

Profissionais realizaram ações contra a exploração sexual infantil durante o carnaval

Quinta, 14 de Fevereiro de 2013, às 15:53
Blitz na entrada do canteiro de obras reforçou a importância do disque denúncia Blitz na entrada do canteiro de obras reforçou a importância do disque denúncia

Durante o carnaval, profissionais da Construtora Camargo Corrêa realizaram ações de sensibilização contra a exploração sexual de crianças e adolescentes, no canteiro de obras da Usina Hidrelétrica Jirau, em Porto Velho, Rondônia.

É a primeira edição do Bloco Disque 100 – Sem exploração sexual de crianças e adolescentes. "Esta ação faz parte do Programa Grandes Obras Pela Infância da Construtora Camargo Corrêa, em parceria com o Instituto Camargo Corrêa (ICC). O objetivo é incentivar os profissionais que trabalham na usina a denunciarem qualquer ação de exploração e abuso sexual contra as crianças e adolescentes, através do Disque 100", explica Cristiane Tessaro, supervisora de recursos humanos da Construtora Camargo Corrêa, em Jirau.

Durante dois dias que antecederam o carnaval, foram realizadas blitz na entrada da obra, com a entrega de panfletos que reforçaram a importância dos direitos das crianças e adolescentes e do disque denuncia.

Os profissionais que fizeram parte da blitz se fantasiaram e garantiram a animação da campanha, que também aconteceu na rodoviária da região. "É muito importante preservar os direitos das crianças. Fico feliz de saber que a Camargo Corrêa produz este tipo de atividade, visando o bem-estar de menores de idade", ressalta Raimundo Nonato dos Santos, de 34 anos, pedreiro da Construtora Camargo Corrêa.

Disque 100

O número do disque 100 é disponibilizado pelo Governo Federal, através da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República. Qualquer pessoa pode fazer a sua denúncia ao presenciar, ou ao tomar conhecimento de algum ato que infrinja os direitos das crianças e dos adolescentes.