Inauguração da segunda casa de máquinas na Usina Hidrelétrica Tucuruí

2002

Camargo Corrêa, Gerdau, Gradiente, McKinsey e Promon criam o Instituto Razão Social, voltado à formação e capacitação de professores e sistemas públicos de ensino.

Lançado o Balance Scorecard, programa interno de ensino e treinamento, que tem por objetivo promover a coesão da estratégia do grupo.

Unificado o comando das empresas de Engenharia e Construção.

Em 18 de dezembro, é lançado o Projeto Camargo 2012, que revê as metas do planejamento estratégico.

A São Paulo Alpargatas torna-se, em dezembro, a nova controlada do grupo Camargo Corrêa, que já detinha 38,5% do capital votante da tradicional empresa. Com a compra da posição do Bradesco, a participação se eleva a 61,3% das ações com direito a voto e a 31,2% do capital total.

A Construções e Comércio Camargo Corrêa e a Toyo do Brasil criam a Companhia Construtora de Dutos (CCDL), para produzir dutos na Região Sudeste.

Inaugurada a segunda casa de máquinas da Usina Hidrelétrica de Tucuruí (PA), que recebe o nome de Sebastião Camargo.

Ao final do exercício, a receita bruta do grupo atinge R$ 6,2 bilhões, com lucro líquido de R$ 555,4 milhões e patrimônio líquido de R$ 4,7 bilhões. Com 15 empresas operacionais, o conglomerado contabiliza 32 mil funcionários.