CCDI na Bolsa de Valores - Crédito: Carlos Kipnis

2007

JANEIRO

A Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI), em parceria com a Cyrela, arremata por R$ 125 milhões um terreno de 12 mil metros quadrados na Avenida Paulista. No local, erguia-se a célebre Vila Matarazzo, derrubada por iniciativa dos antigos proprietários em 1996.

No dia 31, as ações da Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI) começam a ser negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). A abertura de capital da empresa envolveu a emissão de 36 milhões de títulos, com a captação de R$ 521,9 milhões.

A Camargo Corrêa Metais é vendida à Globe Specialty Metals Inc., fabricante americana de silício metálico e ligas.

O Estaleiro Atlântico Sul – liderado pela Camargo Corrêa e integrado pela Queiroz Galvão e Aker Promar – é encarregado pela Transpetro, braço logístico da Petrobras, de construir dez navios tankers Suezmax. O contrato, que se insere no Programa de Modernização e Expansão da Frota, é assinado em 31 de janeiro.

Entra em funcionamento, no dia 31, a primeira turbina da Usina Campos Novos, no oeste de Santa Catarina, garantindo o fornecimento de 300 MW para as Regiões Sul e Sudeste. A Camargo Corrêa liderou o consórcio responsável pela construção da hidrelétrica e detém participação no empreendimento por meio da CPFL.

FEVEREIRO

Começam, no dia 2, as obras da Usina Termelétrica de Cubatão (SP), a cargo do consórcio formado pela Camargo Corrêa e a Skanska Brasil. O empreendimento fornecerá, a partir de 2009, 280 MW e 415 toneladas de vapor por hora para a vizinha Refinaria Presidente Bernardes, da Petrobras.

Inaugurados, no dia 9, centro de distribuição e fábrica da Nestlé em Feira de Santana (BA). A obra foi concluída em sete meses pela unidade de negócio de Construções e Edificações.

No dia 15, são desviadas as águas do Rio Porce, na Colômbia, etapa decisiva da construção da Usina Porce III. A hidrelétrica, que terá capacidade de 600 MW a partir de 2010, é construída por um consórcio em que a Camargo Corrêa lidera as colombianas Conconcreto e Coninsa.

A unidade de negócio de Infraestrutura da Construtora Camargo Corrêa assina contrato de R$ 190 milhões com a Minerações Reunidas Brasileiras S.A. (MBR), do grupo Vale do Rio Doce, para executar serviços de montagem eletromecânica do Projeto Itabiritos, em Minas Gerais. Com a iniciativa, a MBR vai elevar a sua produção de minério de ferro em 10 milhões de toneladas anuais.

A segunda turbina da Usina Hidrelétrica Campos Novos entra em funcionamento no dia 27.

A Loma Negra reativa o forno 2 da fábrica de Barker, para a produção de clínquer. O equipamento estava desativado desde a crise argentina de 2001.

A Camargo Corrêa, em consórcio com a Promon Engenharia e a MPE Montagens, assina contrato com a Refinaria Henrique Lage (Revap), em São José dos Campos (SP), para projetar, construir e montar uma usina de hidrotratamento de gasolina coque (HDT), uma unidade de geração de hidrogênio (UGH) e duas unidades de recuperação de águas ácidas (URAs).

MARÇO

Realizado o primeiro encontro das equipes de investimento social do grupo Camargo Corrêa. No evento, são apresentados projetos do Instituto Camargo Corrêa, Instituto Alpargatas, Fundação Loma Negra e Santista/Tavex.

A Construções e Comércio Camargo Corrêa, em parceria com a construtora Santa Bárbara, dá início às obras do Vila Viva, encomendadas pela Prefeitura de Belo Horizonte. Até dezembro de 2008, a comunidade de Aglomerado da Serra, na capital mineira, vai ganhar um bairro revitalizado, com urbanização de ruas e becos, córregos canalizados, mananciais recuperados, construção de área de lazer e conjunto habitacional com mais de 1.200 unidades.

A Camargo Corrêa e a Ancap, estatal de petróleo do Uruguai, anunciam um investimento conjunto de US$ 130 milhões para a instalação de uma fábrica de cimento no país vizinho. A unidade iniciará a produção no primeiro trimestre de 2009 e atingirá sua capacidade máxima, de 1 milhão de toneladas anuais, dois anos depois.

ABRIL

No dia 12, a CPFL Energia comunica ao mercado a compra, por R$ 429 milhões, do controle da CMS Energy Brasil S.A. Com a aquisição, a CPFL acrescenta em seu portfólio cerca de 180 mil clientes, em 18 municípios – 15 no interior de São Paulo e três em Minas Gerais.

O Instituto Camargo Corrêa (ICC) entrega à Prefeitura de Ijaci (MG) projeto de saneamento ambiental elaborado pela CNEC Engenharia, do grupo Camargo Corrêa. O ICC investiu R$ 371 mil no município, criando condições para que as autoridades locais busquem recursos em diversas fontes de financiamento para a execução da obra.

De forma voluntária, a unidade de negócios Construções e Edificações gerencia as obras de restauração do Seminário Bom Jesus, em Aparecida (SP), que semanas depois hospedaria o papa Bento XVI, em sua primeira visita ao Brasil.

MAIO

A CAVO Serviços e Meio Ambiente recebe em 31 de maio, Dia da Indústria, o título de Empresa do Ano em Responsabilidade Socioambiental. A premiação é promovida pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR).

JUNHO

A Tavex investe US$ 62 milhões na aquisição de edifícios e equipamentos da Acotex, nas cidades de Puebla e Tlaxcala, no México.

Inaugurado, no dia 15, o Polo Empresarial Jauense, espaço anteriormente ocupado pela Companhia Jauense Industrial. O empreendimento, que demandou investimento inicial de R$ 5 milhões, comporta até 40 indústrias de diversos portes em uma área com mais de 130 mil metros quadrados de galpões.

A Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI) lança, no dia 17, o Águas de Março, projeto urbanístico inspirado na vida e obra do compositor Antônio Carlos Jobim.

O início das atividades da Alpargatas em Nova York (EUA), em 27 de junho, é marcado por uma exposição no Time Warner Center. Ainda nesse mês, a empresa figura na 49ª posição no ranking das 500 maiores do setor, de acordo com o Anuário Exame do Agronegócio, e como a melhor do setor Têxtil e Vestuário, com 60% do mercado brasileiro de lonas de caminhão, segundo a mesma fonte.

JULHO

No dia 5, abrem-se as portas do Complexo Deodoro, erguido pela unidade de Construções e Edificações da Camargo Corrêa. No local, são disputadas, entre 13 e 29 desse mês, provas de tiro com arco e esportivo, hóquei sobre grama, hipismo e pentatlo moderno (tiro, esgrima, natação, hipismo, saltos e corrida) dos Jogos Pan-Americanos, além de duas modalidades dos Jogos Parapan-Americanos.

O Instituto Camargo Corrêa (ICC) ingressa no grupo de Institutos, Fundações e Empresas (GIFE), cujos associados praticam investimento social privado para fins públicos por meio de projetos sociais, culturais e ambientais.

A área de Engenharia e Construção (E&C) divide a unidade de negócio Infraestrutura em duas: Infraestrutura Brasil e Infraestrutura Internacional. Na ocasião, é criada também a unidade Corporativa de E&C, que engloba a diretoria de Finanças e Planejamento e a diretoria de Engenharia e Gestão.

A nova razão social da Camargo Corrêa Transportes (CCTrans) é Camargo Corrêa Investimentos em Infraestrutrura (CCII). A empresa passa a deter as participações na Companhia de Concessões Rodoviárias (CCR) e na Concessionária do Estacionamento do Aeroporto de Congonhas (SP), a SAOParking, e incorpora a Camargo Corrêa Energia (CCE), que participa indiretamente do controle da CPFL Energia, por meio da VBC Energia, e é sócia das usinas de Estreito (divisa do Maranhão e Tocantins), Salto Pilão (SC) e Serra do Facão (GO).

A CAVO recebe da Novelis, de Pindamonhangaba (SP), o prêmio Empresa Excelência, pelo alto desempenho no sistema de Segurança e Saúde Ocupacional para Contratados. De acordo com a Novelis, a empresa atingiu a média de 98,26 pontos nos três meses anteriores.

A Santista Workwear, da Santista Têxtil, subsidiária da Tavez na América do Sul, coleciona prêmios no mês. É considerada a melhor marca de tecido para uniformização do setor de Segurança do Trabalho, em pesquisa realizada pela revista CIPA com 540 categorias profissionais de 24 setores econômicos. Recebe o Prêmio Marca Brasil, para o qual a Trio International Distinction ouve 230 mil consumidores, e conquista ainda o Top Seven Brasil, pela liderança no setor por sete anos consecutivos.

Inaugurada ainda nesse mês mais uma fase da obra do Complexo Viário Jurubatuba, na Pedreira, em São Paulo. A obra compreende a conclusão da Avenida Miguel Yunes, que ligará as avenidas Interlagos e Nossa Senhora do Sabará, e o acesso à Ponte Vitorino Goulart.

AGOSTO

07/08/2007 – A Alpargatas recebeu o primeiro lugar no setor Confecções e Têxteis no anuário Melhores e Maiores, da revista Exame.

A Alpargatas figura no ranking das 100 mais valiosas marcas do Brasil, ocupando a posição 64º, com sua marca avaliada em R$ 567 milhões.

13/08/2007 – Pela segunda vez consecutiva, a Alpargatas recebeu o prêmio Valor 1000, organizado pelo jornal Valor Econômico.

29/08/2007 – A Loma Negra foi eleita a melhor empresa na categoria Construção pela revista Fortuna, uma das mais importantes publicações no meio empresarial argentino.

30/08/2007 – A CCDI entra no mercado de incorporação e construção de moradias dedicadas ao segmento de baixa renda, com a aquisição de 51% da empresa HM Engenharia e Construções.

SETEMBRO

20/09/2007 – A Alpargatas assina contrato para aquisição de 100% do capital da Companhia Brasileira de Sandálias (CBS), detentora da marca Dupé, dentre outras, pelo valor de R$ 49,5 milhões.

20/09/2007 – O Instituto Camargo Corrêa (ICC), em parceria com a Camargo Corrêa Cimentos, lança o Programa Infância Ideal, em Pedro Leopoldo (MG), onde fica uma das fábricas da Cauê.

24/09/2007 – A Usiminas passa a integrar o Índice Dow Jones de Sustentabilidade.

26/09/2007 – O projeto Arquitetura de Morar, da Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI), venceu o Prêmio Master Imobiliário, a maior premiação do setor imobiliário brasileiro.

28/09/2007 – A Camargo Corrêa Cimentos completa a compra de 50% das ações ordinárias da Companhia Brasileira de Concreto (CBC), pertencentes à Concrepav. Com isso, a Cauê passa a deter 100% da CBC.

A Tavex América do Sul, representada pela Santista Workwear, consolida a liderança como melhor marca de uniformes profissionais no ranking brasileiro.

A Usiminas foi a primeira siderúrgica da América Latina e a segunda empresa do Brasil a obter a certificação de conformidade de sua linha de produtos (chapas grossas, laminados a quente, laminados a frio e revestidos) com a diretiva europeia RoHS.

A Camargo Corrêa figura em segundo lugar na 10ª edição do especial "As Empresas Mais Admiradas no Brasil" nos segmentos "Construção Pesada" e "Construtoras & Incorporadoras".

OUTUBRO

10/10/2007 – A São Paulo Alpargatas comunica à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) e à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) que assina um contrato com a Newbridge Latin America LP, Longbar Argentina, Columbia/HCA Master Retirement Trust, OCM Opportunities Fund II L.P. e outros acionistas, para aquisição de 34,5% do capital social da empresa argentina Alpargatas S.A.I.C., pelo valor de US$ 51,7 milhões.

11/10/2007 – A Usiminas aderiu ao Nível 1 de Práticas Diferenciadas de Governança Corporativa da Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo).

A Usiminas conseguiu o selo ELV (End of Life Vehicles), voltado para aços do setor automotivo.

25/10/2007 – A Camargo Corrêa recebeu, pela primeira vez, o Prêmio Selo Empresa Cidadã, concedido pela Câmara Municipal de São Paulo.

29/10/2007 – A Santista Têxtil, subsidiária da Tavex no Cone Sul, recebeu a premiação "As Empresas Mais Admiradas no Brasil", uma parceria da revista Carta Capital com a TNS InterScience.

NOVEMBRO

08/11/2007 – A Alpargatas concluiu a compra da Dupé.

A Camargo Corrêa figura entre os 200 maiores grupos empresariais brasileiros de 2006, ocupando o 38º lugar, de acordo com a edição especial Valor Grandes Grupos – 200 Maiores, do jornal Valor Econômico, tendo como base a receita bruta das companhias.

DEZEMBRO

03/12/2007 – O empreendimento comercial de alto padrão Ventura Corporate Towers, da Tishman Speyer e Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário (CCDI), recebeu o Prêmio Master Imobiliário 2007 –, o mais importante do Rio de Janeiro – promovido pela Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi).

13/12/2007 – A Camargo Corrêa Investimento em Infra-estrutura, a suíça Unique, gestora do Aeroporto de Zurique, e a chilena IDC assinaram uma joint venture para a criação da A-port, companhia que irá atuar no setor aeroportuário na América Latina e no Caribe.

A Camargo Corrêa S.A. figura em 9º lugar no Ranking das Transnacionais Brasileiras 2007, de acordo com pesquisa realizada pelo Núcleo de Negócios Internacionais da Fundação Dom Cabral.